×
HOME BELEZA BUSINESS E NEGÓCIOS CULTURA DESTINOS EVENTOS GASTRONOMIA HOTELARIA MODA PETS SOCIAL TURISMO ZILDA BRANDÃO DICAS DE VIAGEM QUEM SOMOS TV ZILDA BRANDÃO ÚLTIMAS NOTÍCIAS FALE CONOSCO
     

Whats Instagram Instagram Facebook
×
ENCONTRE SUA NOTÍCIA

CULTURA

A música de Cristóvão Bastos e Chico Buarque ganhou versão especial no Instituto

Zilda Brandão
19/06/2020 às 00:02hs


Todo o Sentimento Cristóvão Bastos Chico Buarque

A Orquestra de Câmara Inhotim gravou um vídeo para o público matar a saudade do Instituto: os jovens músicos executaram a composição "Todo o Sentimento", de autoria de Cristóvão Bastos e Chico Buarque. Adaptada com arranjos para piano e instrumentos de cordas, a música foi gravada em meio aos jardins e às obras de arte do museu a céu aberto. Cada músico gravou sua parte em um local do Instituto, em dias e horários diferentes.

Para o maestro César Timóteo, cada cantinho do Instituto tem o seu próprio afeto, um sentimento. "É uma forma de rememorar os espaços do Inhotim nesta época em que está fechado, devido à pandemia. E essa música provoca um movimento para fazer com que a visita virtual seja emocionante", diz.



O piano é o instrumento que conduz a música e foi executado pelo jovem pianista Estêvão Santos em um dos cartões-postais do Inhotim, a árvore Tamboril. "Nada mais apropriado do que aparecer no coração do Instituto", completa Timóteo. Os músicos aparecem tocando na Galeria True Rouge, na obra de Robert Irwin (a mais recente instalada no Inhotim) e em frente às esculturas dos artistas John Aeharn e Rigoberto Torres. "Rodoviária de Brumadinho (2004) e Abre a porta (2005) retratam moradores da cidade, então, buscamos trazer também essa relação com a comunidade, pois os alunos da Escola de Música são de Brumadinho. A maioria aprendeu a tocar um instrumento musical nos projetos do Inhotim", afirma o maestro.

Nascida na comunidade de Marinhos, Alana Lara é aluna da Escola de Música desde 2012 e trabalhou por quase dois anos no Instituto. Ela é quem aparece no vídeo em frente a essas duas obras icônicas. "O Inhotim representa muito a minha base, pois, além dos projetos de música, participei do Laboratório Inhotim, quando pude conhecer mais o universo da arte e ir até a Nova York", conta.

O violinista Gabriel Augusto tinha vontade de aprender o instrumento desde a infância. "É um sonho, porque é muito bom mostrar para Brumadinho e para o mundo o que eu faço e estudo. Por enquanto não podemos ensaiar juntos, mas temos o compromisso com o nosso aprendizado e os concertos virtuais."


Recomendamos para você:
Exposição ''35 Séculos de Arte e Cultura'' da Casa Museu Ema Klabin desembarca na Linha 5-Lilás de metrô
Com curadoria de Paulo Costa, mostra traz vinte painéis com imagens de obras de grandes mestres da arte
Mostra Internacional de Cinema divulga cartaz da 44ª Edição
O cineasta Jia ZhangKe assina a arte do pôster




Tópicos: - -

ENVIE PARA UM AMIGO

Leia mais sobre Cultura

LEIA TAMBÉM:
COMENTÁRIOS


Adicione seu comentário

Nome:
Email:
Cidade e Estado:
Comentário