×
HOME BELEZA BUSINESS E NEGÓCIOS CULTURA DESTINOS EVENTOS GASTRONOMIA HOTELARIA MODA PETS SOCIAL TURISMO ZILDA BRANDÃO DICAS DE VIAGEM QUEM SOMOS TV ZILDA BRANDÃO ÚLTIMAS NOTÍCIAS FALE CONOSCO
     

Whats Instagram Instagram Facebook
×
ENCONTRE SUA NOTÍCIA

CULTURA

Ator, diretor, escritor e dramaturgo itapevense divide seu tempo entre os palcos, a TV e a divulgação de seu filme

Zilda Brandão
16/01/2018 às 09:45hs


Rafael Primot será o homem mais puro do reino em Deus Salve o Rei
Ator, diretor, escritor e dramaturgo itapevense divide seu tempo entre os palcos, a TV e a divulgação de seu filme



O ator, diretor, escritor e dramaturgo itapevense Rafael Primot vive uma boa fase na carreira e tem a oportunidade de mostrar suas facetas em três diferentes vertentes: televisão, teatro e cinema. Na nova novela das sete Deus Salve o Rei, da Globo, ele vive o pintor retratista Osiel, o homem mais puro do Reino de Montemor e que se esforça para que os retratos dos nobres sempre fiquem um tanto melhor do que na vida real. No teatro, traduziu e dirigiu a peça Os Guardas do Taj, do americano Rajiv Joseph, com Reynaldo Gianecchini e Ricardo Tozzi no elenco, que estreou em Portugal e chega à São Paulo em janeiro de 2018. E na telona, chega aos cinemas seu segundo longa-metragem Todo Clichê do Amor, que fala de amor, desejo, desencontros e das dificuldades de se amar por inteiro. Algumas histórias se cruzam: um ator pornô apaixonado e sua mulher passional, uma garçonete à espera da maior declaração de amor da sua vida, uma mulher cega em busca do marido e uma madrasta desesperada para conquistar o afeto da sua enteada durona.

O teatro é a principal formação artística de Primot, o ator participou do respeitado Centro de Pesquisa Teatral (CPT), coordenado pelo dramaturgo Antunes Filho. Ganhou o prêmio Shell de melhor ator por sua atuação na peça O Inverno da Luz Vermelha, de Monique Gardenberg. Integrou também o prestigiado Grupo Tapa e foi dirigido por Jô Soares, em Às Favas Com os Escrúpulos. Além da peça Love Love Love, de Mike Barllett, que esteve em cartaz em 2017, no Rio de Janeiro, e pela qual é indicado à melhor ator no Prêmio Cesgranrio de Teatro, que acontece em janeiro de 2018.

No cinema, participou de três longas-metragens: As Alegres ComadresCasseta & Planeta: A Taça do Mundo É Nossa e L’Expression. Além de diversos curtas-metragens, que atuou, escreveu e dirigiu. Na televisão, participou de algumas minisséries e novelas, como O AstroAs BrasileirasAs CariocasTapas e Beijos e da terceira temporada da aplaudida série Sessão de Terapia, da GNT, dirigida por Selton Mello. Em 2017, deu vida ao Pascoal, um marqueteiro político envolvido em corrupção na novela A Lei do Amor.

Como autor, foi indicado ao prêmio Shell e vencedor do prêmio da Cooperativa Paulista de Teatro (CPT) pela peça teatral O Livro dos Monstros Guardados encenada em 2008. Escreveu a peça Um Sonho pra Dois, que entrou em temporada nacional e também em Portugal. Em 2014, estreou a peça Uma Vida Boa, ainda em cartaz no Rio de Janeiro. Também dirigiu curtas-metragens, como o premiado Manual para Atropelar um Cachorro (2006), vencedor de 22 prêmios, incluindo o do Festival de Gramado. Seu primeiro longa, Gata Velha Ainda Mia (2014), foi estrelado por Regina Duarte e Bárbara Paz. O filme recebeu ótimas críticas no país e fora dele e esteve em Los Angeles, Miami, Nova York, Londres, Montevidéu e Buenos Aires.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Recomendamos para você:
Pinacoteca de São Paulo se volta para o ambiente digital e divulga vídeos sobre a coleção do Museu
Visita educativa guiada com OSGEMEOS também está disponível no site e no canal do youtube do museu
Projeto Fotossensível promove oficinas sobre acessibilidade
O projeto Fotossensível - Curso de Fotografia oferecerá duas oficinas em dezembro sobre acessibilidade.




ENVIE PARA UM AMIGO

Leia mais sobre Cultura

LEIA TAMBÉM:
COMENTÁRIOS


Adicione seu comentário

Nome:
Email:
Cidade e Estado:
Comentário