×
HOME BELEZA BUSINESS E NEGÓCIOS CULTURA DESTINOS EVENTOS GASTRONOMIA HOTELARIA MODA PETS SOCIAL TURISMO ZILDA BRANDÃO DICAS DE VIAGEM QUEM SOMOS TV ZILDA BRANDÃO ÚLTIMAS NOTÍCIAS FALE CONOSCO
     

Whats Instagram Instagram Facebook
×
ENCONTRE SUA NOTÍCIA

CULTURA

urar a mostra que celebra a abertura do IGR - Instituto Gustavo Rosa é um privilégio de quem pode assistir ? na sala de jantar transformada em ateliê da casa dos nossos pais ? o desabrochar do artista que alçou altos voos na busca de seus sonhos. Mesclar

Zilda Brandão
28/06/2016 às 7:56hs


REENCONTROS: mostra sobre Gustavo Rosa COM PORTRAIT DE ARTISTAS BRASILEIROS
"REENCONTROS": MOSTRA SOBRE GUSTAVO ROSA REÚNE OBRAS DE SEIS DÉCADAS
E ASSINALA INAUGURAÇÃO DE SEU INSTITUTO



REENCONTROS: mostra sobre Gustavo Rosa COM PORTRAIT DE ARTISTAS BRASILEIROS
Crédito: Arquivo Instituto Gustavo Rosa

Curar a mostra que celebra a abertura do IGR - Instituto Gustavo Rosa é um privilégio de quem pode assistir – na sala de jantar transformada em ateliê da casa dos nossos pais – o desabrochar do artista que alçou altos voos na busca de seus sonhos. Mesclar sua produção de seis décadas de puro talento é apenas um dos muitos reencontros possíveis. Assim foi compor este mosaico, desde os traços ‘lautrecquianos’ das crianças com olhar distante do final da década de 60 e início dos anos 70, passar pelas sucessivas mudanças que fez na linguagem empregada para compor seus personagens desde então – fossem os despojados, suaves e líricos palhaços de cores pastel, fosse a geometrização que impôs às figuras, transformando-as todas em quadrados. Depois, incursionar pelas naturezas mortas e retornar às vivas, com homens, mulheres, pássaros, gatos e cachorros desconstruídos ao sabor do incansável ato de pintar, até chegar à explosão das cores, em meados dos anos 80 em diante, paralelamente ao crescente arredondamento das sempre simplificadas, econômicas e essenciais linhas compositivas, estilo que o acompanhou desde os desenhos que substituíam as matérias nos cadernos escolares.

Quatro décadas depois de vê-lo naquela sala a riscar brancas telas que se transformavam em poesia pictórica como num sublime passe de mágica, e do mesmo tempo vivendo na distância entre duas cidades, sem acompanhar de perto a criação das cinco mil obras do Gustavo, meu reencontro com sua produção tem, antes de qualquer outro significado, um aspecto emocional que me envolve num revival automático e brota diante do redescobrimento de pinturas que – no espaço entre minha saída para a faculdade e a volta à casa, na hora do almoço –, via surgir numa espécie de processo ilusionista, tal qual as imagens fotográficas que vão se fazendo visíveis, magicamente, no papel imerso no banho revelador do processo analógico.

O reencontro do público, admiradores e amigos com as muitas fases da sua obra faz parte dos objetivos do Instituto Gustavo Rosa e deve ser disseminado em ações diversificadas, como era desejo do pintor, que entendia a democratização do seu trabalho como possibilidade real de levar a arte a outros rincões que não só os tradicionais, principalmente àqueles com menor acesso à ela.

Curadoria: Roberto Rosa
Diretor Executivo: Instituto Gustavo Rosa

INSTITUTO GUSTAVO ROSA – Exposição “Reencontros”
Abertura para o público:
29 de junho (quarta-feira)
Visitação até: 30 de setembro (sexta-feira)
* Sábados e domingos (fechado)
Endereço:
Rua Veneza, 920, Jardim Paulista, São Paulo
Telefones: 3887-8249 e 3051-5784
Horário: segunda a sexta, entre 8h e 18h
Ingresso: gratuito
Site: www.gustavorosa.com.br
Email: contato@gustavorosa.org.br

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Divulgação




ENVIE PARA UM AMIGO

Leia mais sobre Cultura

LEIA TAMBÉM:
COMENTÁRIOS


Adicione seu comentário

Nome:
Email:
Cidade e Estado:
Comentário