×
HOME BELEZA BUSINESS E NEGÓCIOS CULTURA DESTINOS EVENTOS GASTRONOMIA HOTELARIA MODA PETS SOCIAL TURISMO ZILDA BRANDÃO DICAS DE VIAGEM QUEM SOMOS TV ZILDA BRANDÃO ÚLTIMAS NOTÍCIAS FALE CONOSCO
     

Whats Instagram Instagram Facebook
×
ENCONTRE SUA NOTÍCIA

CULTURA

0

Zilda Brandão
17/10/2008 às 12:8hs


IX ENCONTRO COMEMORATIVO DO DIA DO SURDO PROMOVE INCLUSÃO SOCIAL E CULTURA


Escola para Crianças Surdas Rio Branco (ECS), da Fundação de Rotarianos de São Paulo, promove o maior evento alusivo à data, em 24 de outubro. O encontro comemorativo do Dia do Surdo tem a finalidade de divulgar a cultura surda e apresentar o seu potencial artístico.


Para celebrar um momento tão significativo aos surdos, a ECS destaca em seu calendário essa data, que até 2000 era pouco conhecida. A comemoração foi iniciada há nove anos, com a intenção de ampliar as oportunidades culturais e sociais dos surdos. "O primeiro evento foi a alavanca para a idealização de que esta data seria o momento oportuno para promover e divulgar, ainda mais, a comunidade surda e o surdo enquanto indivíduo atuante. Eles precisam de espaço e oportunidades para mostrarem sua cultura, língua, peculiaridades e habilidades", diz a coordenadora da ECS, Sabine Vergamini.


A Fundação de Rotarianos de São Paulo apoia a educação de surdos e, para isto, mantém a ECS, onde as crianças estudam até a quarta série do Ensino Fundamental. Nessa escola, também é oferecido apoio aos pais, que podem freqüentar gratuitamente curso de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS).


Segundo a coordenadora, o trabalho pode ser iniciado a partir do momento em que a surdez é diagnosticada. "Nós trabalhamos com a criança desde cedo, é necessário explorar o que elas têm de mais apurado, que é a visão. Temos professores surdos na escola. Oferecemos, ainda, suporte aos pais, que aprendem a lidar e a se comunicar com os filhos".


Após a conclusão do Ensino Fundamental I, os surdos passam a freqüentar o ensino regular no Colégio Rio Branco e em escolas parceiras, recebendo o acompanhamento de intérprete de LIBRAS durante as aulas. "Eles são crianças como as outras, têm potencialidades e limitações. Além disso, é importante conscientizar a população de que são capazes como qualquer outra pessoa e que apenas se comunicam de forma diferente", afirma Sabine.


Para ampliar suas possibilidades de estudos, o Centro Profissionalizante Rio Branco (CEPRO) também oferece intérpretes de LIBRAS aos alunos surdos, bem como as Faculdades Integradas Rio Branco. A partir do momento em que uma pessoa nessas condições inscreve-se no vestibular, todo o apoio é fornecido, desde a aplicação da prova até a colocação de intérprete durante as aulas.


Os surdos são altamente capazes e se diferenciam dos ouvintes apenas pelo fato de usarem outro "idioma" para se comunicar, a LIBRAS. Esta, aliás, é reconhecida também como língua oficial do País.


Realizado do início ao fim em LIBRAS, com tradução simultânea para Língua Portuguesa, o IX encontro comemorativo, que acontecerá no auditório do Colégio Rio Branco, unidade Granja Vianna (rodovia Raposo Tavares, 7.200, km 24, Cotia), reúne surdos de todo o Brasil para contemplarem os trabalhos de seus colegas.


Recomendamos para você:
Pinacoteca de São Paulo se volta para o ambiente digital e divulga vídeos sobre a coleção do Museu
Visita educativa guiada com OSGEMEOS também está disponível no site e no canal do youtube do museu
Orquestra de Câmara Inhotim grava versão de ''Todo o Sentimento''
A música de Cristóvão Bastos e Chico Buarque ganhou versão especial no Instituto




ENVIE PARA UM AMIGO

Leia mais sobre Cultura

LEIA TAMBÉM:
COMENTÁRIOS


Adicione seu comentário

Nome:
Email:
Cidade e Estado:
Comentário