×
HOME BELEZA BUSINESS E NEGÓCIOS CULTURA DESTINOS EVENTOS GASTRONOMIA HOTELARIA MODA PETS SOCIAL TURISMO ZILDA BRANDÃO DICAS DE VIAGEM QUEM SOMOS TV ZILDA BRANDÃO ÚLTIMAS NOTÍCIAS FALE CONOSCO
     

Whats Instagram Instagram Facebook
×
ENCONTRE SUA NOTÍCIA

CULTURA

0

Zilda Brandão
20/07/2011 às 9:34hs


No mês do centenário e da dança do Theatro Municipal a Cisne Negro Cia. de Dança apresenta quatro coreografias de seu repertório: a nova coreografia Calunga, de Rui Moreira, o balé afro-brasileiro, em 10 movimentos; Abacadá, de Dany Bittencourt; Sabiá, de Vasco Wellenkamp e Reflexo do Espelho, de Patrick Delcroix.



As duas únicas apresentações da companhia acontecem nos dias 23 e 24 de julho, sábado e domingo, no Theatro Municipal (Praça Ramos de Azevedo, s/n° - Bilheteria: 11.3397-0327 – O mês da Dança do Theatro Municipal continuará após a Cisne Negro Cia. de Dança, com a Golden Stars – XXX Enda 2011, que apresentam bailarinos premiados pelo Enda e hoje atuam em importantes companhias de ballet nacionais e internacionais, em duas apresentações, 25 e 26 de julho.

 

“ABACADÁ” – (2009)
Tempo do Espetáculo: 15 minutos

 “ABACADÁ parece ser um termo de origem indígena, nome de fruta amazônica ou passarinho. Mas é simplesmente a representação básica da estrutura formal da composição, um tradicional Rondó. Cada letra representa uma parte da composição, sendo que A - o  'tema principal', ou refrão neste caso - é seguido de partes contrastantes (B, C e D). Neste projeto, a improvisação (BCD) comenta e complementa a escrita mais rigorosa do refrão. A dança, portanto, reflete esta dinâmica musical, tendo para cada parte contrastante um solo ou duo improvisado, valorizando o diálogo ativo músicos-bailarinos.” – (André Mehmari)

“SABIÁ” – (1988)
Tempo do Espetáculo: 5 minutos

“Sábia” foi um “presente” do coreógrafo português Vasco Wellenkamp para o repertório da companhia. A musica, criada por Tom Jobim e Chico Buarque de Holanda, tem todo o sabor brasileiro e foi um grande sucesso de um dos primeiros festivais de MPB, na linda voz de Maria Lúcia Godoy.


“REFLEXO DO ESPELHO” – (2004)
Tempo do Espetáculo: 28 minutos

A coreografia trata do estranhamento que todos têm ao se verem refletidos no espelho. A imagem refletida é sempre a mesma, mas cada um sente de um jeito, de acordo com suas experiências.

"O espelho nos dá todo dia a mesma imagem, mas o que você vê não é sempre o que você sente, a sua imaginação pode levá-lo muito longe, porém o espelho não mente, o reflexo é sempre o mesmo". – (Patrick Delcroix)


“CALUNGA” - (2011)
Balé afro-brasileiro, em 10 movimentos.
Tempo do Espetáculo: 27 minutos

“Calunga” é o resultado de um mergulho histórico e estético nas tradições “folclóricas populares” do Brasil e tem como fonte inspiradora a composição musical de Francisco Mignone (1897-1986) intitulada Maracatu de Chico-Rei (1933). Esta obra musical foi criada em torno de uma tradicional apresentação de maracatu de baque solto, apenas transportando o lugar da ação de Recife até Ouro Preto, então Vila Rica.


CISNE NEGRO CIA. DE DANÇA
Direção Artística: Hulda Bittencourt

Considerada uma das melhores companhias contemporâneas do país, dentro da filosofia da Cisne Negro encontram-se a originalidade, a tradição e a preocupação de formar novas platéias, buscando públicos capazes de apreciar a inovação e a beleza. A companhia nasceu de uma circunstância especial: sua diretora artística, Hulda Bittencourt, juntou as alunas do já famoso Estúdio de Ballet Cisne Negro com alguns atletas da Faculdade de Educação Física da Universidade de São Paulo (USP).

A aproximação desses dois universos deu ao grupo sua principal característica: uma dança espontânea, energética, viril e de grande qualidade técnica e artística. Uma dança laureada por diversos prêmios. Os trabalhos da companhia inserem-se dentro do panorama contemporâneo da dança ocidental, e conseqüentemente, desde o início, a companhia trabalha com coreógrafos inovadores e jovens.

Dentre eles se destacam Vasco Wellencamp (Portugal), Gigi Caciuleanu, Patrick Delcroix (França), Janet Smith e Mark Baldwin (Inglaterra), Ana Maria Mondini, Antonio Gomes, Dany Bittencourt, Denise Namura, Tíndaro Silvano, Mário Nascimento e Rui Moreira (Brasil), Júlio Lopes e Luis Arrieta (Argentina), Michael Bugdahn (Alemanha), Victor Navarro (Espanha) e Itzik Galili (Israel), Peter de Ruiter e Eva Villanueva (Holanda)

Os trabalhos da Cisne Negro foram apresentados nas principais cidades do Brasil e, na Inglaterra, Estados Unidos, Canadá, Espanha, Uruguai, Paraguai, Argentina, Alemanha, Moçambique, África do Sul, Chile e Tailândia,  o grupo exibiu-se como um modelo de trabalho dentro da dança brasileira, um trabalho construído com profissionalismo e paixão.

Sucesso de crítica e de público, em 2011 o grupo comemora 34 anos de existência olhando para o futuro, sempre pronto para levar a sua inovadora dança aos quatro cantos do planeta.


Theatro Municipal – Serviço

Local:
Theatro Municipal (Praça Ramos de Azevedo, s/n° - Bilheteria: 11.3397-0327 
Datas: 23 e 24 de julho
Horários: sábado, 20h e domingo, 17h
Duração: 90 minutos (com intervalo de 15 minutos)
Preços dos ingressos: R$ 40,00, R$ 20,00 e R$ 10,00

Funcionamento da Bilheteria: 2ª a 6ª, das 10h às 19h, ou até o início do espetáculo. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 17h, ou até o início do espetáculo.

Lotação: 1530 lugares
Classificação etária: livre, recomenda-se a partir dos sete anos
Ar Condicionado – Acesso para portadores de necessidades especiais – Café

 


Recomendamos para você:
Portinari é apoiadora oficial da nova edição da CASACOR
Em novo formato este ano, a mostra Janelas CASACOR traz os revestimentos de uma das maiores marcas do País nas principais praças do Brasil
São Cristóvão Saúde promove sessão de cinema gratuita e aberta ao público
O Bate-Papo No Cinema além de ser uma opção de lazer para os moradores da Mooca, proporciona reflexões que podem ser usadas no dia a dia das pessoas




ENVIE PARA UM AMIGO

Leia mais sobre Cultura

LEIA TAMBÉM:
COMENTÁRIOS


Adicione seu comentário

Nome:
Email:
Cidade e Estado:
Comentário