×
HOME BELEZA BUSINESS E NEGÓCIOS CULTURA DESTINOS EVENTOS GASTRONOMIA HOTELARIA MODA PETS SOCIAL TURISMO ZILDA BRANDÃO DICAS DE VIAGEM QUEM SOMOS TV ZILDA BRANDÃO ÚLTIMAS NOTÍCIAS FALE CONOSCO
     

Whats Instagram Instagram Facebook
×
ENCONTRE SUA NOTÍCIA

CULTURA

0

Zilda Brandão
30/06/2009 às 19:30hs


Janelas de demolição, objetos grafitados, telas e televisão em 3D compõem a exposição de Eduardo Kobra na galeria Pro Arte


Em “Visitas”, Kobra traz pessoas comuns do passado para conhecer a São Paulo de hoje. Também utiliza janelas de demolição, como portais, para resgatar casarões demolidos da avenida Paulista, além apresentar objetos grafitados, como lustres, geladeiras e um pingüim. Um dos grandes destaques da exposição é a TV antiga, em 3D.  A exposição acontece de 30 de junho a 11 de julho. A abertura acontece no dia 29, segunda-feira, a partir das 19h30.
 


A arte urbana do grafiteiro e muralista Eduardo Kobra invadiu a galeria. De 29 de junho a 11 de julho, ele expõe seu trabalho “neo-vanguardista” e multifacetário na galeria Pro Arte, na elegante rua Gabriel Monteiro da Silva. Em “Visitas”, Kobra convida pessoas comuns do passado para conhecerem a São Paulo de hoje. Também utiliza janelas de demolição, como portais, para resgatar casarões demolidos da avenida Paulista, além de apresentar telas que marcaram seus trabalhos anteriores e objetos grafitados,  como lustres, geladeiras, uma poltrona dos anos 40, uma chapeleira e até mesmo um pingüim. Um dos grandes destaques da exposição deve ser a televisão antiga, em 3D.  A abertura acontece no dia 29, segunda-feira, a partir das 19h30.


Recentemente Kobra foi destaque em jornais, sites e emissoras de rádio e televisão de todo o Brasil ao fazer a primeira calçada em 3D de São Paulo, na Praça Patriarca.  O artista também é muito conhecido pelo projeto “Muro das Memórias”, que desenvolve em São Paulo desde 2006, onde busca resgatar a memória de São Paulo e transformar a paisagem urbana através da arte. 




Perfil de Eduardo Kobra


Eduardo Kobra é um expoente da neo-vanguarda paulista. Seu talento brota por volta de 1987, no bairro do Campo Limpo com o pixo e o graffiti, caros ao movimento Hip Hop, e se espalha pela cidade. Com os desdobramentos, que a arte urbana ganhou em São Paulo, ele derivou – com o Studio Kobra, criado nos anos 90 - para um muralismo original - inspirado em muitos artistas, especialmente os pintores mexicanos - beneficiando-se das características de artista experimentador, bom desenhista e hábil pintor realista. Suas criações são ricas em detalhes, que mesclam realidade e um certo “transformismo” grafiteiro.


Kobra é autor do projeto “Muro das Memórias”, que busca transformar a paisagem urbana através da arte e resgatar a memória da cidade. Desde 2006 já foram entregues 19 murais, em avenidas e ruas de São Paulo, como a Paulista, a Morumbi, a Sumaré, a Belmiro Braga, Helio Pelegrino, Rangel Pestana e a Henrique Schaumann. Em janeiro de 2009, entregou para o aniversário de São Paulo  um mural de 1000 metros quadrados na Av. 23 de Maio, que mostra cenas da década de 20
Paralelamente,.


Além do projeto “Muro das Memórias” e de vários outros grafites feitos em espaços da Cidade, Kobra já trabalhou para empresas como Playcenter, Beto Carrero World, Coca-Cola, Nestlé, Chevrolet, Ford, Roche, Johnnie Walker, Iodice e Carmim; e para as agências The Marketing Store, Diageo, Agnelo Pacheco, além de ter trabalhado com o arquiteto Sig Kobra desenvolve sua produção pessoal, que passa pela pesquisa de materiais reciclados e novas tecnologias, como a pintura em 3D sobre pavimentos (desenvolvida por nomes internacionais, como Julian Beever e Kurt Wenner), além de reciclar, recriar momentos e formatos das histórias da Arte e das cidades Bergamin para a Lê Lis Blanc. Em alguns trabalhos conta com a parceria do arquiteto, urbanista e especialista em arte pública Márcio Rodrigues Luiz. Fundou em 95, o Studio Kobra, onde comanda uma equipe especializada em pintura de painéis art&ia cute;sticos. 

Em outubro de 2008, fez na galeria Michelangelo, na Vila Madalena, a elogiada exposição “Lei da Cidade que Pinta”, onde placas, outdoors, luminosos e outros materiais de comunicação visual retirados pelos fiscais e funcionários da Prefeitura ressurgiram como suporte para as obras de arte.







Sobre a Exposição


Nome: “Visitas”

Artista: Eduardo Kobra

Quando: de 30 de junho a 11 de julho, de segunda a sábado, das 10 às 20h.

Abertura: dia 29 de junho, às 19h30

Onde: Rua Gabriel Monteiro da Silva, 1644, Jardins, São Paulo  - Tels: 11-3085-7488

www.proartegaleria.com.br

Horários: de segunda a sábado, das 10h às 20h

Obras: cerca de 40 trabalhos, em tamanhos e formas diversas, entre telas, objetos grafitados, janelas de demolição, painéis e uma televisão antiga em 3D. 

Preços: de R$ 5.800,00 a R$ 38 mil.

Entrada: Franca

Estacionamento: gratuito


Fonte das fotos: http://maxpressnet.com.br

 


Recomendamos para você:
Whindersson Nunes: ingressos esgotados e sessões extras na temporada SP
O humorista Whindersson Nunes comemora o sucesso da temporada do show A Volta do que Não Foi, em São Paulo, no Teatro Shopping Frei Caneca.
Quarta edição da Mostra de Cinema Grego em São Paulo
Consagrada no calendário anual da Cinemateca a mostra este ano estreia também no Cinesesc Augusta




ENVIE PARA UM AMIGO

Leia mais sobre Cultura

LEIA TAMBÉM:
COMENTÁRIOS


Adicione seu comentário

Nome:
Email:
Cidade e Estado:
Comentário