×
HOME BELEZA BUSINESS E NEGÓCIOS CULTURA DESTINOS EVENTOS GASTRONOMIA HOTELARIA MODA PETS SOCIAL TURISMO ZILDA BRANDÃO DICAS DE VIAGEM QUEM SOMOS TV ZILDA BRANDÃO ÚLTIMAS NOTÍCIAS FALE CONOSCO
     

Whats Instagram Instagram Facebook
×
ENCONTRE SUA NOTÍCIA

ZILDA BRANDÃO

Umidade, falta de higienização e excesso de peso são alguns dos fatores que podem prejudicar o móvel

Zilda Brandão
07/12/2020 às 12:00hs


Dicas de como conservar a qualidade de um mobiliário por mais tempo
Imagem: Simonetto

A mobília faz toda a diferença em um ambiente. Seja em uma residência ou em espaços corporativos, ela permite diversas combinações, possibilitando um mar de personalidades ao local. Sendo assim, quando se investe em um mobiliário, é preciso atentar-se quanto a qualidade dos itens, adotando alguns cuidados para com ele, como forma de prolongar a durabilidade do material.

Para auxiliar quem busca maneiras eficazes de higienizar e conservar os móveis, aumentando seu tempo de vida útil e garantindo que eles permaneçam novos por muito mais tempo, a Simonetto, marca especializada em mobiliário planejado, separou algumas dicas. Confira.

Rotina de limpeza:

Faxinas periódicas evitam o acúmulo de sujeira e poeira. Já as mais intensas, realizadas em ciclos maiores de tempo, são eficazes contra o aparecimento de fungos e cupins, em especial nos fabricados em madeira.

O recomendado é que a higienização seja feita com um pano de 100% algodão, evitando assim, riscar o móvel. Para apenas retirar o pó, somente o pano seco é suficiente. Porém, para as sujeiras mais difíceis, o ideal é usar uma flanela umedecida com água e sabão ou detergente neutro e, em seguida, utilizar outra umedecida apenas para retirar o sabão, finalizando com um pano seco. Não use outros produtos, eles contêm químicos que podem prejudicar o tratamento da madeira e dos MDF laminados.

Cuidado com a umidade:

A água é uma grande inimiga do mobiliário, especialmente os que são confeccionados em madeira ou feitos de MDF ou aglomerado. O líquido é absorvido pelo material, que incha e começa a esfacelar.

É preciso cuidado na limpeza. Não se deve borrifar nenhum líquido diretamente nos móveis. Quanto aos que vão até o chão, a atenção deve ser redobrada. Por mais vedados que sejam, o acúmulo de umidade pode causar infiltrações e, consequentemente, danificar a estrutura da mobília.

Além disso, umidade em excesso pode gerar mofo. O mais indicado é posicionar os móveis com um recuo de aproximadamente 2 a 3 centímetros da parede, permitindo a circulação de ar e o evitando contato com um possível "suor" da alvenaria, não o absorvendo.

Atenção ao posicionamento do móvel:

O local que o móvel está instalado pode afetar sua durabilidade. Não é ideal posiciona-los em ambientes que possuem uma exposição contínua ao sol. O contato com os raios solares pode queimar e escurecer a madeira, por exemplo. Uma boa opção é investir em cortinas, impedindo a entrada da luz.

Respeite as limitações da mobília:

Os móveis são projetados para atender necessidades específicas, sendo assim, apresentam limitações de peso e suporte. A distribuição incorreta dos objetos armazenados pode estragar o material, impactando negativamente quanto a sua durabilidade. Por isso, é importante respeitar a sua finalidade e entender qual é a sua capacidade.


Recomendamos para você:
Quarto de bebê: como organizar o ambiente para que seja funcional e bonito
Fabiani Christine dá dicas de como arrumar o quarto de recém nascido com praticidade
Ornare Mulheres Positivas celebra 1º ano com lideranças femininas
1º ano do projeto Ornare Mulheres Positivas, no Tratoria Fasano, em São Paulo




Tópicos: - -

ENVIE PARA UM AMIGO

Leia mais sobre ZILDA BRANDÃO

LEIA TAMBÉM:
COMENTÁRIOS


Adicione seu comentário

Nome:
Email:
Cidade e Estado:
Comentário