×
HOME BELEZA BUSINESS E NEGÓCIOS CULTURA DESTINOS EVENTOS GASTRONOMIA HOTELARIA MODA PETS SOCIAL TURISMO ZILDA BRANDÃO DICAS DE VIAGEM QUEM SOMOS TV ZILDA BRANDÃO ÚLTIMAS NOTÍCIAS FALE CONOSCO
     

Whats Instagram Instagram Facebook
×
ENCONTRE SUA NOTÍCIA

ZILDA BRANDÃO

Dr. Artur A. Parada é formado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto em 1975

Zilda Brandão
15/05/2018 às 16:43hs


Dr. Artur A. Parada - Endoscopista - Médico Cirurgião
Dr. Artur A. Parada - Foto: Zilda Brandão

Por: Zilda Brandão

Dr. Artur A. Parada é formado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto em 1975. Fez residência médica de cirurgia e posteriormente de endoscopia, dedicando-se ao aparelho digestivo. Trabalha há 40 anos no Hospital 9 de Julho com uma equipe de médicos e auxiliares muito bem preparada ocupando um andar inteiro. Dedica-se a endoscopia desde que terminou a residência de cirurgia. É um estudioso e apaixonado pelo que faz e se dedica muito a endoscopia que hoje é fundamental no diagnóstico e tratamento do câncer, principalmente em fases iniciais.

P. - O que a pessoa deve fazer para se prevenir contra qualquer problema gastrointestinal e de quanto em quanto tempo deve-se fazer esses exames?

A área que se tem maior atuação é na prevenção do câncer colo retal, a endoscopia tem um papel muito grande na remoção de lesões que podem crescer para câncer e no diagnóstico do câncer em fase inicial, principalmente no colon e no reto onde a incidência é maior e conseguimos reduzir a mortalidade significativamente. Já no câncer de esôfago e estômago tem um papel muito importante mas a incidência é um pouco menor e as lesões mais agressivas, então não se consegue ter um grande resultado na redução da mortalidade. De qualquer forma, um diagnóstico precoce permite cura com ressecões endoscópicas ou cirúrgicas.


Enfermeiras Cristina e Natasha, enfermeiro Marcos, Dr. Artur Parada, as técnicas de enfermagem Sonia, Alice, Cristinana, enfermeiros Diego e Dr. Pablo - - Foto: Zilda Brandão

P - Porque muita gente foge desses exames?

As endoscopias são um pouco invasivas e em geral requerem sedação para que o exame fique confortável. A colonoscopia é um exame desagradável, é preciso fazer um preparo de limpeza no intestino, tomar laxante, ficar em jejum, precisa-se de uma técnica adequada com sedação um pouco mais profunda e tem muita terapêutica para a remoção dos pólipos, o que torna o exame um pouco mais prolongado.

P - Esse exame tem algum risco?

Qualquer coisa que se faça tem um risco, os exames de endoscopia são exames invasivos sejam realizados pela boca, e progredindo pelo esôfago, estomago e duodeno, ou por via baixa, via anal para examinar o canal anal, o reto e cólon. Todos esses exames têm um risco muito baixo mas tem.

P - Quanto tempo duram esses exames?

A endoscopia alta em geral dura de 20 a 30 minutos e a colonoscopia de 30 a 50 minutos.

P - Quais os equipamentos mais modernos que o hospital tem?

Os equipamentos de endoscopia avançaram muito nos últimos anos porque hoje em dia tudo é digitalizado, as imagens são digitalizadas, os arquivos são digitalizados. Os aparelhos atuais são fantásticos, com alta resolução ótica e magnificação de imagem permitindo diagnóstico de lesões com 1 ou 2 milímetros.

Hospital 9 de Julho, Sâo Paulo
Hospital 9 de Julho, Sâo Paulo - Foto: www.valordeplanosdesaude.com.br

P - O que é capsula endoscópica?

É um exame que já tem alguns anos e que são realizados aqui no Hospital 9 de julho e em nossa clínica, a capsula é como se fosse um comprimido, tipo um satélitezinho que a pessoa engole, é como uma câmera fotográfica digital ele vai tirando fotos, cerca de 50.000 desde que você engole até ser evacuada. É feito principalmente para o intestino delgado.

P - Esse exame é especificamente para que?

A principal indicação é para paciente que tem anemia e que tem sangramento digestivo e você não encontra uma causa para a anemia, e supõe- se que possa ter uma lesão no intestino delgado. E então faz uma cápsula para o intestino delgado. Já a cápsula de cólon se faz quando não se consegue fazer a colonoscopia ou quando o paciente não quer se submeter ao exame de colonoscopia então opta por este exame embora tenha que fazer o mesmo preparo.


Grupo de recepcionistas de agendamento da equipe do Dr. Artur Parada - Foto: Zilda Brandão

P - O que o senhor aconselharia às as pessoas para se prevenirem contra estes problemas gastrointestinais?

As pessoas devem se cuidar. A gente vê que nos últimos cem anos as pessoas partiram de uma idade média de 40 anos para cerca de 80 anos. Com o passar do tempo os cuidados sanitários foram melhorando e o mesmo vem acontecendo com a alimentação. Com o avanço da medicina houve uma melhora significativa nos diagnósticos, o que vem propiciando a cura de muitos tipos de câncer.

P - O senhor acha que o Brasil está à altura dos Estados Unidos em medicina?

Sem dúvida. O grande problema do Brasil é que é um país muito heterogêneo, então nós temos grandes centros mais desenvolvidos e outros centros em áreas pobres com menos recursos e condições sanitárias ruins, mas do ponto de vista das grandes cidades, dos grandes centros, o nível é relativamente igual aos países mais desenvolvidos

Vìdeo incluído no dia 18/02/2020 às 21:45hs


Recomendamos para você:
Quebrando o tabu: tricô e crochê estão em alta no verão
A Novelaria criou o Desafio Verão para apresentar fios frescos que podem ser usados nos dias quentes
Dicas de como conservar a qualidade de um mobiliário por mais tempo
Umidade, falta de higienização e excesso de peso são alguns dos fatores que podem prejudicar o móvel




ENVIE PARA UM AMIGO

Leia mais sobre ZILDA BRANDÃO

LEIA TAMBÉM:
COMENTÁRIOS


Adicione seu comentário

Nome:
Email:
Cidade e Estado:
Comentário