GASTRONOMIA
Livre de fraudes, azeite de oliva do Chile é extravirgem de verdade
22/12/2017 às 08:19



Livre de fraudes, azeite de oliva do Chile é extravirgem de verdade
roduto é processado no mesmo campo em que são plantadas as azeitonas * Extração do azeite acontece em menos de 12 horas após a colheita da fruta



Produzido através de um trabalho delicado e rigoroso, que procura preservar ao máximo a integridade das azeitonas, o azeite de oliva do Chile tem conquistado cada vez mais o paladar dos brasileiros e vem aumentando sua presença em restaurantes, supermercados e empórios do Brasil.

Um dos principais atributos é sua origem: o Chile é reconhecidamente um país com alta segurança e confiabilidade alimentar, o que garante um azeite de oliva livre de fraudes e de qualidade.

O sistema de produção de azeites chilenos é integralmente organizado no mesmo campo em que são plantadas as frutas: em menos de 12 horas, a azeitona é colhida e o azeite é extraído. A partir daí, chegam à mesa dos consumidores azeites de oliva verdadeiramente extravirgens, frescos, com equilíbrio entre seus matizes picantes e amargos, além, claro, dos benefícios que um bom azeite traz para a saúde.

Amplamente utilizado em pratos e preparações salgadas, o consumidor brasileiro vem descobrindo o prazer de harmonizar azeite de oliva do Chile com receitas doces, como mousse de chocolate e sorvete.

No mercado brasileiro já estão os azeites da safra 2017, que deu origem a produtos que não ultrapassam 0,2% de acidez, o que os tornaextravirgens da mais alta qualidade, pois registram níveis bastante baixos em relação ao máximo de acidez que um azeite deve ter para ser considerado extravirgem: 0,8%. A baixa acidez indica que a matéria-prima da qual o azeite foi extraído foi perfeitamente escolhida, ou seja, azeitonas saudáveis e frescas.

Aproximadamente 70% das plantações de oliveiras chilenas estão destinadas à produção de azeites de oliva extravirgem e 30% para produção de azeitona de mesa. Os azeites são monovarietais (elaborados com apenas um tipo de azeitona) ou blends (quando se mesclam mais de dois tipos de frutos). Atualmente, são 24 mil hectares de oliveiras plantadas e uma produção de mais de 17 mil toneladas de azeite de oliva extravirgem entre os meses de maio, junho e julho. As principais variedades cultivadas são Arbequina, Arbosana, Koroneiki, Frantoio, Leccino, Coratina e Picual.

Exportações

As vantagens geográficas aliadas à tecnologia de ponta utilizada no Chile resultam em um produto que tem chamado a atenção de consumidores e profissionais da área gastronômica em todo o mundo. O Chile tem aproximadamente 40 usinas (planta de processamento), que em 2017 produziram cerca de 19 mil toneladas de azeite extravirgem, 11,77% a mais do que no ano passado. Em 2016, 66% do total de azeite engarrafado chileno foram enviados ao Brasil.

“O Brasil está em 2º lugar em nosso ranking de exportações de azeite de oliva. A confiança dos brasileiros na qualidade dos alimentos do Chile é parte do êxito das exportações de azeites para o País. A isso, somam-se o frescor, os sabores frescos e os benefícios nutricionais dos nossos azeites, características bastante importantes no momento da decisão de compra do produto”, explica Gabriela Moglia, gerente da associação ChileOliva, que reúne 34 dos principais produtores de azeite de oliva extravirgem chileno.

Fonte: Assessoria de Imprensa



Envie por email para um amigo

Leia mais sobre Gastronomia

COMENTÁRIOS

Não há comentário postado até o momento

COMENTE

Seu nome:
Seu email:
Deixar seu email visível: 
Cidade/Estado:

Escreva seu comentário


Digite o código abaixo:
33473



Canadá Inesquecível

HOME
QUEM SOMOS
FALE CONOSCO
TV ZILDA BRANDÃO
COLUNA ZILDA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ANTONIO SALANI

Mira & Destino é um site de informações turísticas, gastronômicas, negócios e novidades no mercado voltado para o público de alto luxo. Nossa intenção é trazer sempre o que de melhor acontece no mundo
BUSCA DE NOTÍCIA
RECEBA NOTÍCIAS

Desenvolvimento: Anderson Luiz