×
HOME BELEZA BUSINESS E NEGÓCIOS CULTURA DESTINOS EVENTOS GASTRONOMIA HOTELARIA MODA PETS SOCIAL TURISMO ZILDA BRANDÃO DICAS DE VIAGEM QUEM SOMOS TV ZILDA BRANDÃO ÚLTIMAS NOTÍCIAS FALE CONOSCO
     

Whats Instagram Instagram Facebook
×
ENCONTRE SUA NOTÍCIA

CULTURA

0





Centro Cultural Banco do Brasil apresenta a exposição “Expedição Langsdorff”, de 23 de fevereiro a 25 de abril de 2010, com obras vindas de São Petersburgo

 

A seleção de obras reúne 120 desenhos e aquarelas de Rugendas, Taunay e  Florence, a maioria inéditos no Brasil, confeccionados durante a expedição ao interior do país comandada pelo barão Georg Heinrich Langsdorff no início do século XIX, além de 36 mapas originais do cartógrafo Nester Rubtsov, que serão exibidos pela primeira vez no Brasil

 

Entrada Franca* 



O Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB – apresenta em São Paulo, de 23 de fevereiro a 25 de abril de 2010, a exposição Expedição Langsdorff, baseada na expedição russa homônima realizada pelo médico alemão naturalizado russo Georg Heinrich Langsdorff ao interior do Brasil entre os anos de 1821 e 1829.

Com patrocínio do Tzar russo Alexandre I, a expedição, que contou com a participação de vários artistas, botânicos, naturalistas e cientistas, visava "descobertas científicas, investigações geográficas, estatísticas e o estudo de produtos desconhecidos no comércio".

 

A curadoria é do russo Dr. Boris Komissarov (professor da Universidade de São Petersburgo e pesquisador do acervo da expedição há mais de trinta anos) e de Ania Rodriguez Alonso e Rodolfo de Athayde (curadores da exposição Virada Russa, em 2009). Após a temporada paulistana, a exposição seguirá para o CCBB Brasília e, posteriormente, para o CCBB Rio de Janeiro.

 

 

A mostra reúne 120 desenhos e aquarelas de Johann Moritz Rugendas Aimé-Adrian Taunay e Hercules Florence, pertencentes ao Arquivo da Academia de Ciências de São Petersburgo, na Rússia. Durante o trajeto de quase 17 mil quilômetros percorridos entre os estados do Rio de Janeiro e Pará, os artistas retrataram paisagens e cenas da flora, fauna e da população brasileira.

 

Entre os destaques, estão obras inéditas no Brasil, como a aquarela “Sagüi-de-cara-branca” (1823) e o desenho “Província de Rio de Janeiro” (1824), de Rugendas, a aquarela “Sebastiana, filha da mestiça Francisca de Sales e de um branco” (1827) e o nanquim “Cerca de cactos e bananeiras denominadas da terra” (1827), de Taunay, e as aquarelas “Araticum” (1827) e “Mulher e criança Manduruku” (1828), de Florence.

 

A seleção de obras também apresenta pela primeira vez no país uma coleção de 36 mapas e plantas originais do cartógrafo Nester Rubtsov, todos integrantes do acervo da Academia Naval Russa.

 

Para Marcelo Mendonça, diretor do CCBB São Paulo, ao patrocinar a mostra “Expedição Langsdorff",o Banco do Brasil permitirá que visitantes de todas as idades, mas especialmente crianças e adolescentes, reflitam sobre as mudanças ocorridas em nosso país nesses dois séculos que separam o início da expedição dos dias de hoje".

 

Projeto educativo Arte-educadores serão responsáveis pela mediação entre as obras da exposição e o público visitante, com distribuição de material didático. Haverá horários exclusivos para escolas e grupos por meio de agendamento prévio.




Exposição “Expedição Langsdorff”

 

Classificação Indicativa: livre

Ingresso: entrada franca

Período: 23 de fevereiro a 25 de abril de 2010

terça a domingo, das 10h às 20h

 




Postado por - 21/01/2010 às

ENVIE PARA UM AMIGO



Leia mais sobre Cultura

LEIA TAMBÉM:
COMENTÁRIOS


Adicione seu comentário

Nome:
Email:
Cidade e Estado:
Comentário